Livros

Resenha: Não se Iluda, Não

01:05


Olá amores! Trago para vocês nesse post, mais um tesouro descoberto em uma biblioteca comunitária da minha cidade. Confesso que cheguei lá procurando por outro livro, porém como não achei, acabei pegando esse mesmo. E olha, posso dizer que foi a melhor coisa que fiz naquele dia. Não sou muito fã de livros nacionais, pois meu coração mora entre Londres e o Canadá, porém esse livro me fez ter uma visão diferente sobre os escritores daqui do BR.

Quando fui ler a sinopse para colocar no post - porque não dava para colocar o que estava na contra capa - eu percebi que o livro é uma continuação do primeiro. Isso me deixou com um ponto de interrogação na cabeça, que eu só apagarei quando ler o bendito primeiro livro.


Nome: Não se Iluda, não
Autora: Isabela Freitas
Ano: 2015
Gênero: Autoajuda - Relacionamentos
Sinopse: Depois de passar um ano sem namorado, Isabela está determinada a realizar o grande sonho de ser uma escritora reconhecida. Resolve dar os primeiros passos anonimamente, criando um blog onde assina como A Garota em Preto e Branco. Em seu diário virtual, ela desabafa, fala dos amigos, dos não tão amigos assim, e confessa suas aventuras e desventuras amorosas. Assunto é o que não falta. Durante uma temporada agitada em Costa do Sauípe, na Bahia, acompanhada por Pedro, Amanda e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece o irresistível Gabriel, um sujeito praticamente perfeito, a não ser por um pequeno detalhe... Entre shows e passeios na praia, Isabela precisa admitir para si mesma que sente uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Em seu segundo livro, Isabela Freitas dá sequência às histórias dos personagens de “Não se apega, não”. Dessa vez, com a cabeça nas nuvens e os pés firmemente no chão, a personagem Isabela vai em busca daquilo que seu coração realmente deseja, mesmo quando seu caminho é bem acidentado e cada curva parece esconder uma nova surpresa.

Em caso de dor, desapego por favor.
O livro é narrado em 1° pessoa pela própria autora, que é narrador e personagem, e conta sobre seus problemas e sentimentos diários, que qualquer pessoa tem. Conta como conhece pessoas que mudam sua vida de um momento para o outro, sobre seu blog que era para ser anônimo e dá várias dicas para ajudar meninas e meninos a passarem por suas crises pessoais sem descabelar e entrar em depressão.

Perdoe, pois você pode até se decepcionar de novo, mas nunca sem saber como teria sido.
Cada capítulo do livro começa com uma frase inspiradora á moda dela, do tipo "Caiu? Levanta. Terminou? Recomeça. E para todas as outras coisas... sorria.", que fazem você tomar sempre aquela nota mental sobre uma coisa ou outra que aconteceu/está acontecendo em sua vida e esse conselho pode ser útil em algum momento posterior. Ela te leva para o seu cotidiano de uma forma gostosa, diferente, naquele estilo, "Amiga, to aqui se precisar, tá?".

A verdade é que devemos procurar pessoas que nos façam sentir vivos.
Nunca tinha lido nenhum livro desse tipo de gênero antes, esse foi o primeiro. Posso dizer que gostei bastante, pois é um livro que te faz refletir sobre você mesmo de uma forma descontraída, sem aquele papo sério de responsabilidade, 21 anos, etc e tal. Ela escreve de uma forma que deixa você á vontade, ao ponto de parecer que vocês estão de frente uma para a outra, conversando.

 Não devemos ter ciúme daquilo que não é nosso nem do que já foi e não é mais.
Me identifiquei demais com a autora, pois além de ela ser uma Isa também, quando ela fala que veio ao mundo para fazer diferença, gente, parece que eu escrevi aquela frase, pois é MUITO A MINHA CARA. Ela também é blogueira, e também tem um coração doido, o que é realmente parecido comigo, porque por Deus, meu coração fala em árabe, só pode.
Quanto aos sonhos, sei que posso me decepcionar se não se realizarem, porém, se eu não acreditar, quem fará isso por mim?
Durante todo o livro, ela te dá aquela força para continuar, independente da situação ruim - mas não seria isso um autoajuda? confundi - e diz que a vida perfeita a qual você tanto sonha e fantasia pode se tornar realidade, você só tem que acreditar em si mesmo e lutar por ela. O que posso dizer por último é que recomendo muito o livro. Não por ele ser de autoajuda, mas por ser uma leitura tão gostosa que dá vontade ler de novo, e de novo até sair o próximo. Nota:5/5.

Já leu esse livro? O que achou da resenha?

Pode te interessar:

14 comentários

  1. O livro parece ser interessante... Vou tentar ler!
    Adorei a resenha!

    Beijinhos <3

    http://poetizou.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Isa, mesmo que não seja necessariamente auto-ajuda sabe, já é perceptível que o livro inspira bastante a gente. Fiquei curiosa em relação a ele, aliás, estou precisando muito de uma leitura dessa, hein! Sua resenha ficou ótima!

    Beijos <3
    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, inspira mesmo! Eu dei vários conselhos para pessoas depois que li ele. Obrigada! <3

      Excluir
  3. Ainda não li nada da Isa, mas a resenha impulsionou mais a curiosidade! Adorei os pontos abordados e saber que sentiu essa proximidade com a autora. Oba!

    SEMQUASES.COM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi realmente incrível, pois senti como se fosse amiga dela!

      Excluir
  4. Oi, Bella <3
    Nunca tive muita vontade de ler os livros da autora, mas confesso que lendo a resenha e vendo algumas frases até fiquei com vontade, principalmente aquela que fala que coração fechado não se decepciona, parece que foi feita pra mim! Quando eu tiver a oportunidade, vou ler ^^
    Um beijão,
    Gabi do likegabs.blogspot.com ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha, também me identifiquei com várias desse tipo. Procura na biblioteca pública mais próxima, você vai gostar!

      Excluir
  5. Gostei da sua resenha. Sempre quis ler esse livro, mas como falam q é de autoajuda eu fico com receio. Depois do q vc escreveu eu mudei de ideia.
    Bjos.

    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fica não, pois tenho certeza que você vai amar!

      Excluir
  6. Eu não li esse livro, mas já escrevi um post falando dele e das regrinhas para não se iludir. Confesso que essas regras me ajudaram MUITO. É bem a realidade! Adorei ;)

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAhaha, estou estipulando um post desse jeito. Obrigada!

      Excluir
  7. Quero muito ler esse livro, ele realmente parece ser sensacional <3
    Mas ultimamente ler, está forçando um pouco minha vista =/
    Beijos *---*
    Ps: Resenha como sempre ótima *-*

    ResponderExcluir
  8. Hey Isa!
    Muito legal saber que um livro nacional te fez ter uma visão diferente dos autores nacionais. Sério! Existem muitos autores nacionais bons, até mais do que os gringos. Já leu Thalita Rebouças? É no estilo da Isabela Freitas, super divertidas as obras dela :D
    Eu li o primeiro, que é o Não se apega, não e amei! Li bem rapidinho porque é um livro leve e divertido, assim como esse parece ser.

    Beijos,
    Kemmy|Duas Leitoras

    ResponderExcluir